Tudo começa na Síria

A história de nossa empresa começa em um país muito distante do Brasil. A Síria.

Foi lá que nasceu e cresceu Rizkallah Jorge Tahan, o fundador da Casa da Boia.

Rizkallah Jorge nasceu na cidade de Alepo, Síria, em 1869. Era filho de um artesão que já lidava com a manipulação do cobre e com ele foi aprendendo a arte de criar peças de decoração em cobre.

Com a morte de seu pai, Rizkallah Jorge assumiu os negócios da família, na Síria. Alguns anos depois, recém-casado e com os negócios não indo tão bem quanto ele esperava, tomou a decisão de viajar para a América.

Deixou a esposa na Síria, tomou um navio e desembarcou no Brasil em 1895.

Como não sabia falar o português e não queria trabalhar como mascate, como outros imigrantes árabes, empregou-se como faxineiro em uma loja que vendia metais, aqui mesmo na rua Florêncio de Abreu.

Três anos depois, em 1895, ele comprou a loja, fundou a “Rizkallah Jorge e Cia.” e começou a fabricar peças de decoração em cobre. A empresa foi a primeira fundição de cobre de São Paulo e possivelmente do Brasil.

 
Alepo, Síria, nos finais do Séc XIX.
Alepo, Síria, nos finais do Séc XIX.
rizkallah_jorge_tahan

Rizkallah Jorge Tahan saiu da Síria, em 1895, chegando a São Paulo naquele ano.
Empregou-se como faxineiro em uma fundição e, em 1898, comprou a empresa e fundou a Rizkallah Jorge Cia.

São Paulo, no início do Séc. XX
São Paulo, no início do Séc. XX
2201_01_catalogo

A empresa prospera

São Paulo, naquele período, estava se transformando de uma pequena cidade em um importante centro urbano. As casas, na época, não contavam com saneamento, não tinham água encanada nem esgoto, o que, entre outros problemas, trazia doenças, como a febre amarela.

Uma grande campanha para melhorar as condições de saneamento da cidade motivou uma mudança no negócio da empresa.

Rizkallah Jorge passou a fabricar canos, conexões, sifões, torneiras e boias de caixa d´água.

A empresa foi ficando conhecida como a “casa que tem Boia”, a “casa das Boias”, a “casa da Boia”…

Esta referência foi ficando tão forte que a empresa, que a esta altura já tinha o nome de “Rizkallah Jorge e Filhos”, passou a adotar oficialmente o nome de “Casa da Boia”.

Os filhos de Rizkallah Jorge, Jorge, Nagib e Salim começaram a trabalhar com o fundador e assumiram a empresa após sua morte.

Como a Casa da Boia sempre teve uma preocupação muito grande com a qualidade e o mercado exigia cada vez mais uma produção rápida e de custos menores, os herdeiros de Rizkallah Jorge tomaram a decisão de encerrar a fabricação e transformar a Casa da Boia em uma revendedora de materiais hidráulicos e de produtos de cobre, latão, bronze e alumínio, como tubos, chapas, fios, etc.

Com o passar dos anos os herdeiros do fundador foram vendendo a sua parte na empresa e atualmente Mario Roberto Rizkallah, que é neto do fundador, é o atual proprietário da Casa da Boia.

tres_filhos_final
Os filhos de Rizkallah Jorge, Jorge, Nagib e Salim começaram a trabalhar com o fundador e assumiram a empresa após sua morte.