Casa da Boia recebe selo de Valor Cultural de São Paulo

selo_05
A Casa da Boia recebeu nesta manhã o Selo “Valor Cultural da Cidade de São Paulo”.
 
A cerimônia de entrega aconteceu durante reunião dos conselheiros do Conpresp – Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo e contou com a presença dos representantes das cinco empresas e dois edifícios contemplados com a homenagem.
 
Representando Mario Rizkallah, neto do fundador da empresa, a diretora da Casa da Boia, Adriana Rizkallah, recebeu o selo das mãos da secretária municipal de cultura, Maria do Rosário Ramalho e da presidente do Conpresp, Nadia Somekh.
 
“Ao mesmo tempo em que representa o reconhecimento do trabalho de conservação de nosso imóvel histórico, o selo nos traz a responsabilidade de continuar a preservar este legado para a cidade e os paulistanos”, observa Adriana Rizkallah.
 
Também receberam o selo na manhã de hoje O Carlino Ristorante
– fundado em 1881 e considerado o mais antigo da cidade, a
Padaria Santa Tereza (desde 1872 na Praça João Mendes), Padaria Italianinha e Padaria 14 de Julho, respectivamente, de 1896 e 1897.
 
Completam o rol dois prédios assinados por João Artacho Jurado (1907-1983) em Higienópolis: os edifícios Parque das Acácias, chamado de Apracs, e o Parque das Hortênsias. Ambos são da década de 1950, que foram representados no evento por suas mais antigas moradoras.
 
“Não é fácil a conservação física do imóvel, mas nossa preocupação vai além da preservação apenas de um edifício. A Casa da Boia, sua história, a história de seu fundador e a da empresa representam um verdadeiro patrimônio imaterial, o que, em última análise, esta homenagem da prefeitura contempla”, finaliza Mario Rizkallah.