Modernismo e as Modernidades

100 anos nos separam da Semana de Arte Moderna de 1922, promovida na cidade de São Paulo, por um grupo de artistas de vanguarda.

O que era, então, considerado moderno na virada do Séc. XIX para o XX, que fora, de fato, marcada por uma grande mudança na sociedade, nos meios de produção e consumo?

Os historiadores Renata Geraissati e Diógenes Sousa lançam um olhar sobre estas questões da “modernidade” e convidam para uma viagem sobre a relação da Casa da Boia com a modernização de São Paulo que começa nesta publicação e se estenderá por 2022.

 

O PDF do artigo pode ser baixado gratuitamente aqui.