Vídeo conta a história do sobrado sede da Casa da Boia

Florêncio de Abreu 123 A História de um Ícone da Arquitetura Paulistana

O casarão número 123 da rua Florêncio de Abreu, no centro de São Paulo é, provavelmente, o único imóvel desta importante via, que mantém as características originais de sua construção, em 1909.

Como outros na rua, foi tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal em 1992. Ao contrário dos demais, foi restaurado por seu proprietário no final dos anos 90 e, desde então, só ganhou significância na memória cultural e arquitetônica da cidade.

Exemplo de como um imóvel tombado pode conviver com a atividade comercial nele exercida, o casarão é sede, desde sua construção, da Casa da Boia, uma empresa fundada em 1898 pelo imigrante sírio Rizkallah Jorge Tahan.

O documentário procura demonstrar como o patrimônio imóvel, a empresa que o ocupa e a cidade de São Paulo são intrinsicamente ligados e como o tombamento do imóvel acabou por ser fundamental no desenvolvimento de uma forma de negócio reinventada.

O casarão da Florêncio de Abreu 123, extrapolou sua função original de servir de comércio, fábrica e moradia da família para abrigar exposições, palestras, apresentações musicais, lançamento de livros, debates e uma mostra histórica permanente, tudo convivendo com uma loja centenária em pleno funcionamento.

Com roteiro de Eduardo Grigaitis, Diógenes Sousa e Renata Geraissati Castro de Almeida o vídeo foi originalmente produzido para a Jornada do Patrimônio 2020 e contou com a supervisão da Adriana e Mario Rizkallah, diretores da Casa da Boia e gestores do imóvel.