Festival de Pequenos Corais acontecerá no Centro de São Paulo

cartazEm uma iniciativa inédita na região, as sacadas de um casarão do início do século XX serão palco de apresentações de corais em dezembro, no 1º Festival Casa da Bóia de Pequenos Corais.

A rua Florêncio de Abreu já foi uma via fundamental para o desenvolvimento da cidade de São Paulo, quando, ao final do Séc XIX, início do Séc XX, era a principal ligação entre o Pátio do Colégio, local de sua fundação e o complexo ferroviário formado pelas estações Julio Prestes e Luz, portas de entrada dos viajantes à capital paulista.

Nesta época áurea a rua viveu seu apogeu, com a construção de inúmeros casarões imponentes, que, não raro serviam de comércio, em seu andar inferior e moradia no superior, razão principal da construção cuidadosa destes imóveis.

Deles poucos restam na rua, e é justamente no casarão nº 123, restaurado e tombado pelo patrimônio histórico, onde há 105 anos funciona a da Casa da Bóia, que será realizado o 1º Festival Casa da Bóia de Pequenos Corais.

No mês de dezembro, nos dias 4, 11 e 18, das 19h30 às 20h30, acontecerão as apresentações dos grupos “Bocca”, “Canto Ma Non Presto” e “Coral Feminino da Catedral Evangélica de São Paulo” (currículos e programas anexos).

As apresentações acontecerão nas sacadas do casarão e na primeira apresentação, a do Coral Feminino da Catedral Evangélica de São Paulo, no dia 4 de dezembro, será também inaugurada a iluminação de Natal da Casa da Bóia.

“Este primeiro festival de pequenos corais é uma iniciativa no sentido de proporcionar ao público que vem aqui para a região para as compras de Natal, principalmente à 25 de março e à Florêncio de Abreu , um final de tarde diferente, uma pausa nessa correria de final de ano. Também  para despertar a atenção das pessoas a essa região tão bonita da cidade que vem recebendo esforços para sua revitalização, como as iniciativas da Distrital Centro da Associação Comercial e da Associação Viva o Centro”, comenta Mario Roberto Rizkallah, diretor da Casa da Bóia.

1º Festival Casa da Bóia de Pequenos Corais tem o apoio da Prefeitura de São Paulo – Subprefeitura da Sé, CET, Associação Viva o Centro, Associação Comercial de São Paulo e Associação dos Lojistas da Florêncio de Abreu.

Programação

Dias 4, 11 e 18 de dezembro de 2003

Das 19h30 às 20h30

Dia 4/12 – Coro Feminino da Catedral Evangélica de São Paulo

Com cerca de 25 integrantes o grupo se dedica a divulgar o extenso repertório de música sacra escrita para vozes femininas. É um dos grupos corais da mais antiga igreja evangélica de São Paulo, presente no centro da cidade há 138 anos.

Sob a regência de Carlos Eduardo Vieira e com o acompanhamento de Elciléa Azzolini Cavalcante o grupo apresentará um repertório voltado à música natalina e sacra tradicional de diversos países, como Inglaterra, França, Alemanha, Rússia, Estados Unidos e Brasil. Todas as peças têm arranjo especial para as vozes femininas e serão cantadas em português

Dia 11/12 – Grupo vocal “Canto ma non Presto”

Grupo vocal à capella, composto por oito jovens integrantes, ex-alunos da UNESP,  que tem se apresentado em importantes espaços como SESC Vila Mariana, Ipiranga e Campinas e Programa e Altas Horas.

O Canto Ma Non Presto procura dar uma sonoridade bem particular ao repertório popular.

Além de canções natalinas consagradas o grupo apresentará peças de Caetano Veloso, Djavan e Lenine, passando por Queen e Astor Piazzola.

Dia 18/12 – Grupo Bocca

Grupo vocal independente, o Bocca tem como objetivo divulgar o canto coral de forma descontraída e alegre.

Em seu 5° ano de trabalho, o grupo conta com 16 componentes, em sua maioria antigos participantes do CUCA – Coral da PUC de São Paulo, que se reencontraram para retomar o prazer de cantar e estar entre amigos.

Sob a regência de Renato Teixeira Lopes, fundador e regente titular do Coral da PUC, o Bocca apresentará um repertório que inclui canções da MPB, jazz e spirituals, além de peças eruditas; sempre em no estilo característico do grupo: bem humorado e vibrante.